quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Doce de Leite Condensado e Ameixas



2016 foi um grande ano. 
Passou a uma velocidade estonteante mas foi um bom ano. E, por isso, nada como acabar o ano de uma forma muito doce.
Por norma, na noite de passagem de ano, e ao contrário do Natal, apostamos numa mesa mais farta no que toca a salgados. Gostamos de ir petiscando, numa noite que se quer longa e animada. Os doces são, por norma, o remate final da noite, um miminho a que ninguém resiste!

Por isso, quando fui desafiada pela Nestlé para criar uma sobremesa que adoce ainda mais a noite de Réveillon, pensei logo numa das minhas frutas secas favoritas (as ameixas) e no leite condensado Magro Cozido da Nestlé (que nos poupa tempo por já estar cozido e calorias também J).
Um doce de comer à colher, ainda em 2016 ou deixando uma colherada para o novo ano. Sirva-o, por exemplo, numa taça de champanhe, para um toque mais elegante e brinde a 2017 e a todas as coisas boas que nos estão reservadas!

Paz, saúde, amor e um 2017 muito doce J
Receita (para aproximadamente 6 taças)

Ingredientes:
250 gramas de ameixas secas sem caroço
1 cálice de vinho do Porto
1 chávena de água
1 lata de leite condensado Magro Cozido Nestlé
70 gramas de coco ralado
2 chávenas de leite
Preparação:
Coloque as ameixas num tacho com a chávena da água e o vinho do Porto. Deixe cozinhar cerca de 5 a 10 minutos, o tempo suficiente para elas começarem a desfazer-se. Reserve.
Numa outra panela, leve ao lume o leite e adicione o leite condensado magro cozido. Com a ajuda de um garfo desfaça bem o leite condensado.
Deixe cozinhar cerca de 10 minutos ou até começar a engrossar. Adicione o coco ralado e retire do lume.
Comece por colocar o doce de ameixa numa taça de champanhe (ou noutra a gosto) e coloque por cima a mistura de leite condensado. Leve ao frigorífico cerca de 2 horas e sirva acompanhado por umas waffles estaladiças.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Vinho quente com especiarias


Se me seguem no Instagram viram que andei por outras paragens, a descobrir novos sabores e novos aromas. Mas, por mais maravilhosas que sejam as férias, é sempre bom voltar.
Voltar duas semanas antes do Natal foi algo maravilhoso e confuso ao mesmo tempo. Na Tailândia, 90% da população é budista, pelo que não se vê qualquer sinal do Pai Natal ou de enfeites de Natal. Mas mal cheguei a Portugal, o aroma natalício (e o frenesim dos centros comerciais) denunciaram logo a quadra.
Fizemos tarde a árvore de Natal e os presentes ainda estão por fazer e comprar (ai ai) mas como diz o ditado, mais vale tarde do que nunca, o Natal entrou com aroma a especiarias desta receita maravilhosa.
Cá em casa ficámos rendidos ao tão famoso vinho quente e, com toda a certeza, vai estar presente na noite de Natal!

Sobre 2016 e o novo ano falarei num outro post. Neste quero agradecer a quem continua a visitar "o meu frango" e desejar a todos um Feliz Natal à volta da mesa e junto de quem vos é importante.
Feliz Natal e um brinde bem quente a 2017!
(receita ligeiramente adaptada do Jamie Oliver)
Ingredientes:
1 laranja (cascas e rodelas)
1 clementina
1 lima
2 paus de canela
4 estrelas de anis
1 punhado de sementes de cardamomo
1 pedaço de gengibre (cerca de 2 cm)
200 gramas de açúcar
1 garrafa de vinho tinto
romã q.b
Preparação:
Num tacho coloque o açúcar, as cascas e as rodelas da laranja, as rodelas da lima, o anis estrelado, a canela, o gengibre, o cardamomo e o sumo de 1 clementina.
Deixe formar uma espécie de calda e junte um pouco de vinho. Deixe que os aromas se fundam. Coloque o resto da garrafa e deixe cozinhar cerca de 10 minutos até estar bem aromatizado. Junte alguns bagos de romã. Sirva quente! Feliz Natal!



quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Bolo de mirtilos e sementes de papoila com cobertura de maracujá

Há coisas que me deixam a pensar. Normalmente acontece quando faço alguma asneira.
Ora que no post anterior falei do aniversário do blogue e não coloquei nenhuma receita de bolo. Está mal, não acham?
Mas como eu sei que me perdoam, aqui estou eu, depois de mais algum tempo sem aparecer por aqui (em 2017, em 2017 vou ser mais assídua :D) venho redimir-me com este bolo. 
A receita já estava marcada do livro lindo da Tara O'Brady e não resisti a fazê-lo para o aniversário do meu pai (mesmo sem batedeira nem robôt de cozinha, tudo à mão). E posso dizer que mesmo assim ficou delicioso, que é o que se quer num bolo :)

Ingredientes:
250 gramas de farinha
2 colheres de chá de sementes de papoila
1 colher de chá de sal
100 gramas de manteiga amolecida
200 gramas de açúcar
4 ovos
1 vagem de baunilha ou 2 colheres de chá de extrato de baunilha
2 colheres de sopa de crèmes fraiche (usei queijo quarck)
sumo e raspa de 1/2 limão (usei lima)
150 gramas de mirtilos (usei congelados do Verão)
Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180º.
Junte a farinha, as sementes de papoila e o sal.
Num outro recipiente misture a manteiga e o açúcar. Bata bem. Adicione os ovos, um a um, mexendo sempre. A esta mistura adicione as sementes ou o extrato de baunilha.
Adicione metade da mistura da farinha, mexendo bem, o créme fraiche e o sumo e raspa de limão. Misture bem e adicione a restante farinha.
Por último, junte os mirtilos e coloque a massa numa forma para bolos.
Leve ao forno cerca de 1h ou até o bolo estar cozido.
Para a cobertura de maracujá, coloque 1/2 chávena de polpa de maracujá, 2 colheres de sopa de açúcar e 1 colher de chá de maizena numa panela ao lume e deixe engrossar, mexendo sempre. Coloque por cima do bolo, a gosto.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

O final do Verão e os 5 anos do Frango


E de repente...o Outono chegou. Bem, não foi de repente, foi no tempo dele. A culpa é minha se não o vi passar.
Ainda ontem me  perguntavam se não ia sentir falta do Verão. Ou, se por outro lado, não estava farta já deste ano e queria mudar a página. Nem pensar! Quero tudo aquilo a que tenho direito, o bom e o mau! Porque o menos bom também nos faz levantar, crescer e caminhar em frente. E ajuda-nos a valorizar os bons momentos.
Sinto-me muito agradecida. Na vida, todos nós passamos por umas curvas mais apertadas e em terrenos mais pantanosos, mas no fundo, sou uma sortuda. O balanço destes (já) 30 anos de idade têm sido muito positivos. O Verão, apesar de me ter brindado com apenas 3 dias de descanso deu-me muitos bons momentos ( e o descanso, esse há-de vir quando for o momento dele).
Nesta loucura que tem sido a minha vida nos últimos meses chego a Setembro com mais um ano deste Franguinho! E já vão 5! 
E venho festejar um aniversário sem bolo? Ora pois, que o forno não tem ajudado e (shame on me) ainda não há batedeira cá em casa hehe. Bem, nem isso nem tempo para fazer um bolinho bonito como merecem. 
Em vez disso trago uma churrascada a relembrar o Verão e os bons momentos à mesa! Porque é isso que tem de ser celebrado sempre! Os bons momentos! Sempre!


Faça uma marinada com a carne de porco (ou frango se preferir) com sal, orégãos, massa de pimentão, pimenta e sumo de limão.
Nas espetadas coloque a carne em cubos, salsichas frescas, pimentos e cebolas (e uns piri-piris para dar cor, só cor!)
Coloque no grelhador e quando estiverem grelhadas regue com um fio de mel.
Acompanhe com batata e salada.