segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Bundt cake de Chocolate e café e um Feliz Natal


Como prometi no instagram, cá estou eu (novamente a horas impróprias) para vos deixar a receita do bolo mais bonito da história deste blogue.
Quem vai passando aqui no blogue com alguma frequência já reparou que eu sou mais salgados e os meus bolos (apesar de saborosos) não são nenhum deslumbre à vista.
Basta percorrer o instagram ou o pinterest para ficar completamente envergonhada com os meus bolos. Há, de facto, pessoas com um talento imenso no que toca à pastelaria. Acredito genuinamente que é uma arte da qual não fui dotada mas da qual não desisto. Muito menos quando finalmente descobri a receita para um bolo lindo: seguir a receita e uma forma de bolos bonita.
Seguir uma receita pode ser uma tarefa difícil para pessoas como eu, que gostam de dar um twist e reduzir nalguns ingredientes. Já uma forma bonita pode ser uma paixão à primeira vista. 
Apaixonei-me por esta forma Crown Bundt (que veio desta loja cheia de coisas lindas para quem gosta de culinária, LeCuine) e agora os meus bolos fazem um brilharete por onde passam.
Por isso, este bolo não vai faltar na nossa mesa de Natal! Não que faltem outras sobremesas, mas porque um bolo bonito, com uma bela calda de chocolate fica bem em qualquer mesa.
Da minha parte só vos quero desejar um Santo Natal. Que o passem da melhor maneira, com os vossos, com saúde (e um bocado offline!) a viver o melhor que a vida tem.
Feliz Natal!

(receita ligeiramente adaptada do  livro United States of Cakes)
Ingredientes:
240gr de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
1 pitada de sal
150 gr de manteiga com sal
60 gr de cacau em pó
1 café
150 ml de água
200gr de açúcar
200gr de sour cream (usei iogurte grego)
2 ovos
Calda de Chocolate:
50gr de manteiga 
100gr de chocolate negro


Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180º.
Misture a farinha, o fermento e o sal num recipiente.
Leve a manteiga ao lume a derreter, adicione o cacau, o café expresso e a água e misture bem.
Retire do lume, deixe arrefecer um pouco e adicione o açúcar, o iogurte grego ou quark e os ovos, mexendo sempre.
Com a ajuda de uma batedeira misture os ingredientes líquidos à mistura da farinha, misturando bem.
Coloque a massa numa forma de bolos previamente untada e leve ao forno cerca de 45 minutos ou até estar bem cozido.
Para a calda, derreta o chocolate e a manteiga em banho-maria até ficar numa calda brilhante. Decore o bolo com a calda de chocolate.





quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Crackers de parmesão, azeitona e tomate seco




E chegámos novamente ao Natal!
Não há como negar; o tempo passa rápido como um raio!
E como é hábito por estas bandas, Natal significa receitas novas aqui no blogue. Sugestões de receitas fáceis para a noite de Natal ou presentes comestíveis para oferecer.
Este ano não podia ser de outra maneira e aqui estou eu (em horários pouco dignos) a deixar-vos mais uma receita de bolachas.
Mas engane-se quem pensa que são mais uma bolachas de Natal! Estas bolachas (ou crackers) são feitas com todo o amor e carinho para os amantes de uma boa tábua de queijo, enchidos e um copo de vinho.
Acreditem que um frasco destas crackers, um queijo (de preferência de cabra que AMO) e uma boa garrafa de vinho e era o cabaz de Natal perfeito para mim.
Bem, posto isto venha daí a receita. Só digo uma coisa; experimentem e depois digam alguma coisa :)
Para quem, como eu, for uma cheese lover aposte num queijo curado de sabor mais intenso para um upgrade no sabor.
Para os gulosos, esperem pela receita das bolachas doces ou pesquise aqui no blogue porque não faltam bolachas mais decadentes :)

Ingredientes:(para cerca de 1 frasco grande)
70gr de queijo parmesão
50 gr de azeitonas pretas sem caroços
100gr de manteiga
50 gramas de tomate seco
250gr de farinha de trigo sem fermento
1 colher de chá de orégãos secos
sal q.b


Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180º.
Forre um tabuleiro com papel vegetal e reserve.
Num robot de cozinha (ou liquidificador) triture o queijo, as azeitonas e o tomate seco.
A esta mistura adicione a manteiga e a farinha aos poucos envolvendo bem até ter uma massa. Junte os orégãos e uma pitada de sal.
Com a massa forme uma bola e envolva em película aderente e leve ao frigorífico durante uns 30 minutos.
Polvilhe a bancada com farinha e divida a massa em partes. Estenda e com um cortador de bolachas, corte a massa. Disponha no tabuleiro, polvilhe com uma pitadinha de sal (opcional) e leve ao forno cerca de 15 minutos ou até estarem cozinhados.
Depois de frias, coloque num frasco ou caixa herméticas.




















terça-feira, 6 de novembro de 2018

Caril de lentilhas e batata doce


Depois do meu último post (ou direi desabafo) cá estou eu com mais uma receita e preparadíssima para mais um Inverno!
E se chegaram os dias frios, chegaram também as receitas quentinhas e aconchegantes.
Para mim caril é uma delas!
Não sou a maior fã do Mundo de caril de frango (mas gosto muito de caril, só contradições portanto!) e, por isso, estou sempre "à cata" de novas combinações.
Para ajudar à festa, fiz o caril num dia chuvoso, frio e que, por coincidência, a minha mãe me deu um ramo da "erva do caril" ( sim, aquele raminho na foto).
Segundo ela, deram-lhe e ela plantou um vasinho em casa. E claro, quem vai beneficiada sou eu!
Experimentei juntar um bocadinho a esta receita da Márcia, e deu-lhe um toque fenomenal!























(receita ligeiramente adaptada do blogue Compassionate Cuisine)

Ingredientes (para 4):
1 cebola picada
1 dente de alho esmagado
1 colher de chá de gengibre fresco picado
1 colher de chá de caril em pó
1/2 colher de chá de paprika
2 batatas-doce cortadas em cubos
1 chávena de lentilhas vermelhas
300 ml de leite de coco
100 gr de cogumelos (usei marron)
2 chávenas de água
sal, azeite e salsa q.b
umas folhinhas de erva de caril

Preparação:
Refogue a cebola, o alho e o gengibre no azeite. Junte as especiarias, envolva e adicione a batata-doce e os cogumelos. Mexa e salteie por 1 minuto.
Junte a água e o leite de coco. Deixe ferver cerca de 5 minutos.Tempere com sal.
Adicione as lentilhas (previamente demolhadas)  e deixe cozinhar cerca de 15 minutos ou até estarem cozidas.
Polvilhe com salsa e sirva com arroz basmati.
Bom apetite!

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

7 anos de Frango e um bolo, claro!



Não me perguntem como passaram 7 anos porque, na verdade, até estou um bocado atordoada!
Passaram rápido demais!
7 anos que me trouxeram muitos desafios, muitas conquistas, muitas superações e muitas pessoas à minha vida.
Há 7 anos, quando comecei este blogue estava numa fase de indefinição profissional. Tinha regressado de Lisboa depois de 2 anos de trabalho intenso, de experiências muito enriquecedoras  mas onde fui também muito explorada.
Voltei com o coração vazio e sem rumo. Desanimada e com uma auto estima na rua da amargura.
Cozinhar e o blogue tornaram-se a melhor parte dos meus dias. E nos anos seguintes foi aumentando o gosto pela fotografia, pela cozinha e pelas pessoas que ia conhecendo neste caminho.
Há pouco tempo li um post da querida Teresa (o Lume Brando foi dos primeiros blogues que comecei a seguir muito antes de ter o meu. Gostava tanto dos bolos dela e tinha-a quase como um ídolo que nunca me vou esquecer o dia em que a conheci :)) em que falava um pouco de como "isto de ter um blogue" se transformou ao longo dos anos.
Cada dia vemos nascer mais bloggers (ou instagramers ou youtubers) que começam algo de raiz já tão bonito e profissional (e com vista o lucro) que me fazem questionar o que ainda estou aqui a fazer!
É preciso tempo e dedicação para alimentar um blogue. E nem sempre é fácil arranjar uma destas duas coisas.
A minha vida mudou tanto nestes 7 anos. A nível profissional e pessoal. E o tempo, esse bandido, assim como as prioridades mudaram.
Há dias em que penso em escrever o último post. Nesses dias vou às estatísticas do blogue. Mesmo sem escrever todos os meses tenho um número bastante simpático de visitas.
Pergunto-me porquê que as pessoas continuam a chegar aqui. Quem estará desse lado. O que espera encontrar. Tenho tantas questões. Tantas dúvidas sobre como seguir em frente para mais um ano de Frango.
Mas, apesar das dúvidas, é aqui que me sinto bem. Mesmo não sendo tão assídua como gostaria. Mesmo não partilhando tantas experiências com outras bloggers como em tempos trocámos (e que belas recordações).
Talvez já faça parte de uma "velha" geração de bloggers. Não sei. Só sei que me sinto muito agradecida a quem, ao longo destes 7 anos foi passando por aqui.
Vou continuar! Por mais 1 ano...ou 10.  Não sei. Mas também não é esse o encanto?
Obrigada!
E agora a receita!







Ingredientes:
(receita da massa deste blogue do blogue Lume brando)
3ovos
100ml de azeite
1 banana madura esmagada
100gr de açúcar de coco
135gr de farinha sem fermento
1 colher de chá de fermento em pó
50 gr de chocolate negro picado
200ml de natas
1 colher de sopa se açúcar
gotas de 1/2 limão
110gr de açúcar mascavado,  90ml de leite de soja e água qb para fazer o molho de caramelo

Para o curd de maracujá:
Obrigada Ana Miguel pelos maracujás ;) you made my day!
70gr de açúcar
1 dl de água
polpa de 5 maracujás
2 gemas
40 gr de manteiga

Preparação:
Para o caramelo: Leve o açúcar ao lume com um bocadinho de água só para cobrir. Deixe caramelizar. Quando estiver a borbulhar e com cheiro a caramelo retire do lume e com cuidado junte o leite de soja (ou normal). Reserve.
Numa taça bata o azeite com o açúcar e a banana esmagada. Junte os ovos, mexa bem e adicione o caramelo. Envolva a farinha e o fermento e por último adicione o chocolate picado.
Coloque numa forma e leve ao forno pré-aquecido a 180º e deixe cozer o bolo cerca de 40 minutos ou até está cozido.
Para o curd coloque todos os ingredientes num tacho e leve ao lume muito baixo (brando) até começar a engrossar, mexendo sempre. Retire do lume e reserve.
Bata as natas na velocidade máxima durante cerca de 2 minutos e depois reduza de velocidade, juntando uma colher de açúcar, sem parar de bater. Quando as natas ficarem mais sólidas junte algumas gotas de limão e continue a bater até ficar parecido a chantily.
Corte o bolo ao meio e recheie com as natas e uma parte do curd de maracujá.
Cubra o bolo com as restantes natas e decore com o restante curd.