segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Charlotte de ruibarbo, maçã e amoras

Ninguém gosta do frio, dos dias nublados e cinzentos. Eu também não.
Mas chega uma altura do ano em que só desejo que as noites se tornem frias, a desculpa perfeita para a minha avó acender o fogão a lenha.
Acreditem ou não, o fogão a lenha da minha avó era o que mais saudades tinha durante o tempo em que estive fora (tirando as pessoas, claro). Não o fogão em si, que é normalíssimo mas os momentos passados com a minha avó e a minha mãe a preparar assados, bolachas e sobremesas.
Três mulheres numa pequena cozinha nem sempre é fácil, juntando uma queimadela aqui, um bolo esturricado ali, no final sobravam sempre sorrisos :)
E ainda hoje, quando me cruzo com alguma colega dos tempos de escola, em conversa vem sempre o pão com chouriço acabado de fazer da minha avó ou os bolinhos de batata doce (sim, eu TENHO de fazer um post sobre este bolinhos).
Por aqui está oficialmente aberta a época do lume aceso!
Ingredientes:
400 gramas de ruibarbo cortado em pedaços
1 punhado de amoras(usei congeladas)
2 maçãs 
3 a 4 pães (pode usar qualquer pão)
2 colheres de sopa de açúcar
2 colher de sopa de açúcar mascavado Rar
2 colher de sopa de manteiga amolecida
1/2  chávena de flocos de aveia
1/5 chávena de farinha
Preparação:
Descasque as maçãs e corte-as em pedaços. Junte o ruibarbo, as maçãs e as amoras num tacho com o açúcar e leve ao lume até ferver e a fruta ficar mole.
Esfarele o pão e coloque-o no fundo de uma assadeira que possa ir ao forno.
Por cima coloque a fruta, de forma a tapar o pão todo.
Numa taça à parte misture os flocos de aveia,a farinha, o açúcar mascavado e a manteiga formando uma espécie de farelo e coloque em cima da fruta, tapando tudo.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º cerca de 20  minutos ou até dourar por cima.

12 comentários:

  1. que maravilha.... e esses momentos são os melhores do mundo. Tudo o que isso acarreta, os cheiros, os sorrisos, as memórias... tudo! Beijinhos enormes para ti e para a ta avó.

    ResponderEliminar
  2. Adoro dias frios e cinzentos, para receitas como esta! Adoro crumbles. E essas memórias que tens, são sem sombra de dúvida, maravilhosas.

    ResponderEliminar
  3. hmmmm, que coisa boa! Eu adorava ter um forno a lenha para poder cozer pão, pizzas, bolos, assados, tudo, tudo tudo. Tenho uma lareira, pronto. Não se pode ter tudo. Um dia mudo-me para a tua beira e assim já posso partilhar esse forno :)

    ResponderEliminar
  4. Tem muito bom aspecto,tenho a certeza que ia gostar.
    Boa semana
    bj

    ResponderEliminar
  5. Vou ficar á espera da receita desses bolinhos...por enquanto delicio-me com esta sobremesa:))

    ResponderEliminar
  6. Que belos momentos e que boas memórias! Quanto a esta receita, que maravilha, linda! Queria experimentar ruibardo, mas por aqui é coisa que ainda não consegui encontrar.
    Bjinhos :)

    ResponderEliminar
  7. Revejo-me no que dizes, na minha avó e no nosso fogão a lenha que por estes dias começou a ser aceso! Que bom :) estar ao quente e com os pés no lume!
    Adorei a Charlotte, com o ruibarbo e as amoras, ficou linda a cor.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  8. Que inveja tenho eu tua.. Adorava ser tua vizinha ou antes da tua avó aposto que passava mais tempo na cozinha da tua avó do que na minha. Ficou linda essa receita pra mim era a qualquer altura do ano.

    ResponderEliminar
  9. Achas um fogão a lenha algo 'normalíssimo'?! Não me parece, sua sortuda ;)
    Esta sobremesa faz-me lembrar alguma coisa ;)
    Beijinhos
    Teresa

    ResponderEliminar